Não permita que qualquer um more em ti, tem gente faz bagunça demais.


Se observar atentamente veremos as coisas boas e aprendizados essenciais que foram adquiridos durante todos esses anos dessa enorme jornada que chamamos de vida, mas como de costume nos privamos muitas vezes de observar dessa maneira e procuramos apenas pelos erros e o porque de algo ter ocorrido da maneira não esperada.


Passei anos da minha vida olhando a mim mesma através de um espelho e me questionando o que havia de errado comigo ou o porque das coisas acontecerem errado pra mim, me cobrava demais o que uma hora chegou a ser sufocante e que necessitou de um basta, um basta na insegurança, na falta de aceitação e de outros fatores que me faziam me sentir inferior a qualquer ser humano existente e bom, eu não era, mas pra uma adolescente que não conhecia a si mesmo, seu corpo e sem nenhum pensamento concreto sobre nada era tão difícil alguma coisa ser assimilado corretamente. Percebi que estava observando apenas com olhos curiosos o meu exterior, e o meu interior que era tão cheio de cor e vida estava sendo reprimido, por medo, tememos sermos nós mesmo nessa época da vida. Se você se encontra nessa fase da vida e se sente da mesma maneira, deixa-me falar: todo mundo passa por isso, apenas tente se encontrar e tenha paciência com si próprio, dê a liberdade e quando fizer isso com êxito, tudo fará sentido.



Com o tempo aprendi que você pode ser a melhor pessoa do mundo, mas se não acontecer da tal reciprocidade nada vai acontecer, me lembro claramente de fazer loucuras por amor, me jogar de cabeça, na maior intensidade, e não! isso não é ruim, mas chega uma hora você cansa de fazer tanto por alguém que não te retribui da mesma maneira... mas é nessa fase que você deve aprender um dos maiores aprendizados da vida! não desistir do amor só porque alguém não soube te amar.


O amor é um grande aprendizado, basta apenas olhar a si próprio há 3 decepções amorosas e verá a enorme mudança, você apenas precisa se organizar para tirar o melhor de cada experiencia. As pessoas criaram essa história de se fechar emocionalmente a cada vez que alguém fere suas expectativas, mas eu peço, não façam isso! amor é construção, você sofre, aprende, cresce e tende a se tornar cada vez uma pessoa melhor. Se você se fecha para o mundo, você está evoluindo para o amor de maneira errada.

Pense em todas as pessoas que passaram em sua vida, que deixaram suas marcas, boas e ruins, as que te fizeram querer ser como elas e as que fizeram não haver possibilidades de ser parecida. É uma enorme ponte de amores e decepções que criamos, cada relação é diferente e de cada relação tiramos algo novo, descubra a ver os erros e tentar melhorar, ver uma pessoa e ter total convicção que com aquele tipo não quer se envolver nunca mais, e assim aprenda a valorizar o que é lindo e o que há de trágico porque até amores mais estúpidos trazem grandes descobertas.



Portanto não deixe qualquer um morar em ti, permita-se trazer visitas, alguns hospedes, mas morar em ti é apenas para quem sabe cuidar bem de si e de tu, tem gente que faz bagunça demais.


Raíssa Siqueira


Um Comentário

  1. Bem, um trecho de um texto seu, já vai ser tatuado na minha testa. Agora esse trecho aqui: "Portanto não deixe qualquer um morar em ti, permita-se trazer visitas, alguns hospedes, mas morar em ti é apenas para quem sabe cuidar bem de si e de tu, tem gente que faz bagunça demais." Vou tatuar no coração.

    Rai, que saudades minha linda. Nossas vidas tão confusas e eu estou tendo que deixar de ver todos os dias coisas lindas como essas que você escreve. Quem na adolescência que não sentiu como se o mundo virasse de cabeça para baixo e não entendesse o que fazia no corpo que lhe era morada mas que não o deixava aconchegante?

    Todos, não é? Mas também superamos. E que saibamos deixar que venha de malas prontas para nossas vidas apenas quem esteja disposto a dividir o armário com a gente e não se importar com as coisas que estão fora do lugar.

    Seus textos? Descrevem aquilo que eu sinto mas não consigo escrever. Obrigada por ser como uma parte do que eu sinto, mas não exposto no meu blog, mas sim no seu. Aqui também me sinto segura e com vontade de voltar cada vez mais.

    Um milhão de beijos. E doses intermináveis de amor próprio. Fica com Deus!

    www.sonhosnabolsa.com

    ResponderExcluir